« Home | «Oh my God, they killed Kenny!» » | Lições para a rentrée » | Igualdade de oportunidades: e se a nova directora ... » | Fumar é um direito, fumar é um dever cívico » | Breviário de fitas: Au revoir les nazis » | It's the end of the world as we know it » | (Por falar nisso, » | O efeito Larsson, 2.2 » | Esta é que é a anedota do (boole)ano » | Grandes questões da musicalidade portuguesa » 

29 agosto 2009 

O último contra-ataque de Sérgio Conceição

É como naquele belo jogo contra a Alemanha, no Euro 2000: entra discreto, de mansinho, e quando menos se espera, solta-se-lhe o diabo no corpo e desata a rematar.

É como hoje, na entrevista ao i:

«(...) a primeira reunião dos capitães - eu, Couto, Figo e Rui Costa - foi suficiente para o entender. Chamou-nos à parte e disse-nos que estava ali para treinar a selecção e dar o salto para um grande europeu. Mas estamos a brincar ou quê? Mas que é isto? Um homem na selecção, que deve ser um privilégio, o maior privilégio, e ele só pensava em sair para um grande da Europa. Mas brincamos ou quê? Falava em seriedade e disciplina. Aliás, afastou carismáticos, como Baía e João Pinto, com base na disciplina. Isso é tudo muito bonito, mas ele não aplicava a regra. Nos almoços da selecção, a mesa dos jogadores é sempre maior que a dos treinadores, porque há mais jogadores que treinadores. Com o Scolari, não! A nossa tinha 18/20 pessoas. A dele era maior. Mas estamos a brincar? Mas estamos onde? Ele levava os amigos brasileiros, os amiguinhos da Nike. Sim, porque ele é patrocinado pela Nike e entre um jogador da Nike e um da Adidas, escolhia sempre o da Nike. Mas depois, lá vinha com a lengalenga da disciplina. Então mas eu, que nasci em Coimbra, em Portugal, deixo-me ficar? Numa situação destas, deixo de agir? Mas estamos onde, pá? Que é isto? Ele ganhou o quê? Foi a uma final em casa e perdeu-a [Euro-04].»

Mas a jogada mais possante chega nos minutos finais. Sérgio Conçeição recebe a bola...

«O Dr. Merdaíl. Disse Merdaíl? Enganei--me. É Madaíl, Madaíl.»

Finta um, finta dois, prepara o remate...

«Depois do fiasco do Mundial-02 [Portugal eliminado na fase de grupos por EUA e Coreia do Sul], escondeu-se atrás de uma carcaça, atrás de um campeão do mundo [o Brasil venceu esse Mundial-02, com Scolari a seleccionador].»

Atiiiiira...

«Isso é atirar areia para os olhos dos outros. Desculpe lá, mas apetece-me partir a loiça toda. Nasci aí, em Portugal, e não aceito que arruínem o nosso futebol.»

E é golo! É gooooooolo! Que golaço de Sérgio Conceição, a passar para a frente e a deixar a equipe adversária em maus lençóis. O público vibra e agora... agora, vamos ver como reage a equipe da FPF a este golaço inesperado.

LIIIIINNNNDDDDDDOOOOOOOOOO !
Esse realto deixa saudades do Perestrelo. Se não tivesse sido am Alkmar, teria sido em Twente. RIP.
Gostei mesmo! Super fixe!

:)

Enviar um comentário

Links to this post

Criar uma hiperligação

B.I.

Coisas Breves

Powered by Blogger
and Blogger Templates