« Home | O código Tarantino » | Para a mulher moderna » | Breviário de fitas: the Josh Brolin show » | Breviário de fitas: sessão dois em um, dois » | Breviário de fitas: sessão dois em um, um » | E na volta do correio... Reservoir bitches! » | Breviário de leituras: Na Patagónia » | «Tudo é diferente / no Cairo quente» (notas de via... » | A propósito dos dias que se seguem... » | Breviário de fitas: Patriot act » 

29 outubro 2008 

Up and down, in Halloweentown

A mais politicamente incorrecta e herege de todas as estações do metro londrino é a de St. John's Wood.

À saída do metro, a acanhada Beatles Coffee Shop vende «official Beatles mercandisise», «fresh food» e «hot and cold drinks».

Sábado à noite, à porta de uma discoteca em Piccadilly, três cheerleaders, um viking, a Abelha Maia e a Mulher Maravilha esperam para entrar. Do outro lado da rua, no balcão de um diner à americana, o Super-Homem bebe um café. Diz que vem aí o Halloween.

Globalização é... três portugueses a almoçarem numa tasca árabe em Londres enquanto vêem o Chelsea - Liverpool com relato em francês, antes de uma conferência organizada por americanos.

À noite, outra vez o Super-Homem, a descer, discretamente, as escadas rolantes do metro de Baker Street.

Num jantar de recepção, perante uma plateia de profissionais da rádio que não lhe estão a ligar nenhuma, Jay Jay, o músico de serviço, canta «I'm easily forgotten». Quando Mica Paris sobe ao palco, pouco depois, alguém pergunta «como é se chamava o rapaz que tocou antes?»

Segunda-feira, dia de trabalho, noite de música: Snow Patrol na universidade e, na volta, um passeio por Abbey Road.

De regresso, no mesmo avião, representantes dos quatro grandes grupos de rádio nacionais. Discretamente, alguém sugere: «se este avião cair, acaba a rádio em Portugal».
__________

Etiquetas:

Links to this post

Criar uma hiperligação

B.I.

Coisas Breves

Powered by Blogger
and Blogger Templates